Menu fechado

Blog

Criança – Máquina de Aprender ou de Memorizar?

As crianças são preparadas pela natureza para aprender e possuem grande capacidade de raciocínio lógico e compreensão.

Pais e educadores devem cuidar para não fazer da criança uma “máquina memorizadora”, e terem como objetivo ensiná-la a refletir sobre tudo que lhe é apresentado. O que foi pensado e refletido não se esquece com facilidade, porém, o que é apenas memorizado para fazer a atividade de avaliação escolar, por exemplo, é esquecido logo após sua realização e de nada lhe servirá de base para a aquisição de conteúdos mais aprofundados.

Ao invés de fazer com que a criança decore respostas, deve-se orientá-la para que raciocine sobre o assunto, troque ideias, dê opiniões e organize de forma clara suas ideias.

A hora de estudar deve ser sempre um momento prazeroso de reflexão e troca de ideias com o adulto que acompanha a atividade. É desacertado o processo de ensino que entope a criança de informações sem compreender plenamente o que esta decorando.

Para levar a criança a ter uma clara capacidade de raciocínio é preciso estimulá-la a pensar sozinha e ter as próprias respostas, formando sua opinião.

Ocorre muitas vezes de o adulto achar cansativa essa ação, uma vez que é bem mais fácil entregar o raciocínio pronto e a resposta “mastigada”. Porém, se os pais têm o objetivo de desenvolver o raciocínio de sua criança, precisam ter paciência e abrir mão do proveito momentâneo.

O adulto jamais deve desenhar as ideias da criança. Pelo contrário, quando a criança apresentar uma ideia, ele deve tratá-la como genial, reconhecer os pontos positivos e apontar de forma carinhosa e reflexiva, os pontos falhos para que também a criança tenha uma visão mais ampla e detalhada do que elaborou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Fale conosco via WhatsApp